Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Da formação e desenvolvimento do Homem, a crise da virilidade de nossos tempos e outros assuntos

Da formação e desenvolvimento do Homem, a crise da virilidade de nossos tempos e outros assuntos. Por: Vinicius Martinez
Introdução.

Se podemos dizer que há um período na História Humana onde o Homem deixou de entender a si mesmo, esse período é o nosso. Vivemos num mundo desenvolvido tecnologicamente, mas precariamente os homens que participam desses tempos, não acompanharam o avanço das técnicas que por eles mesmos foram desenvolvidas.

É fato que vivemos numa sociedade apóstata que abandonou a Verdade e que se rendeu ao Liberalismo em todos os seus aspectos, o que por sua vez deu forças ao modernismo na religiosidade, assim como pavimentou a civilização ocidental para experimentar as tenebrosas revoluções sangrentas do século XX.

Por sua vez, nessa breve introdução, cito que o triunfo da tão má compreendida ideologia feminista, que embora muitos falem dela, não sabem que a mesma não é só uma simples demência do que chamamos de "Mundo Moderno".

Parafraseando a afirmação do Dou…

Vista grossa para o Fascismo, cegueira diante do Liberalismo

Vista grossa para o Fascismo, cegueira diante do Liberalismo. 
 
Por: Vinicius Martinez
 
O sujeito que vê o Fascismo como um movimento político unívoco que não possui diferenças entre seu fenômeno aplicado na Itália, Espanha, Portugal e Alemanha, é um tolo que não deveria sequer almejar falar sobre algo que não domina. Há diversos elementos no Fascismo que são compatíveis com a Doutrina Social da Igreja, assim como há postulados incompatíveis e que foram condenados.

Ademais, o Papa Pio XI em sua encíclica Non abbiamo bisogno diz claramente que: “Hemos procurado hablar con calma y serenidad y al mismo tiempo con claridad total. Sin embargo, no podemos menos de preocuparnos de las incomprensiones posibles. No Nos referimos, venerables hermanos, a vosotros, unidos siempre y ahora más que nunca a Nos por el pensamiento y el sentimiento, sino a quienquiera que sea. Por todo lo que acabamos de decir, Nos no entendemos condenar el partido y el régimen como tales”.

Ou seja: “Tentamos falar com calma e serenidade e ao mesmo tempo com total clareza. No entanto, não podemos deixar de nos preocupar com possíveis mal-entendidos. Veneráveis irmãos, não estamos nos referindo a você, unidos agora e agora mais do que nunca pelo pensamento e sentimento, mas por quem você é. Por tudo o que acabamos de dizer, não nos entendemos condenar o partido e o regime como tal”.

Com efeito, o Papa não condenou o Fascismo como um todo, mas condenou alguns elementos que estavam em desacordo com a Doutrina Católica, portanto, dirigiu uma Exortação aos católicos para que se desviassem desses postulados errôneos – com docilidade. Por conseguinte, se você é contra o Fascismo, ao menos tenha a decência de combatê-lo de maneira honrada e verdadeira, sem essa história idiota de dizer que o Fascismo foi condenado pelo Magistério e sem saber distinguir os vários tipos de fascismo.

Além do mais, veja o rigor que foi dado ao condenar o Liberalismo, Comunismo, Socialismo, Nazismo, são tratamentos totalmente diferentes. Não sou defensor do Fascismo, no entanto, reconheço que nele há muitos elementos positivos.

Glória a Deus! Ave Maria Santíssima! Salve Roma Eterna!

Comentários

Postagens mais visitadas