Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

Das Disposições para a Santa Missa

Das Disposições para a Santa Missa.

Por: Vinicius Martinez
"Se o homem reconhecesse o mistério da Santa Missa, no qual Deus dá o seu Corpo e Sangue em sacrifício para os homens, morreria de amor." Santo Tomás de Aquino

A Santa Missa é a expressão sublime de nossa Fé, porque nela se encontra o Santíssimo Sacramento da Eucaristia, onde está Cristo presente verdadeiramente em Corpo, Alma, Sangue e Divindade, portanto, é o nosso maior tesouro. A Santa Missa é a renovação incruenta do Sacrifício do Calvário. É o mesmo e único sacrifício infinito de Cristo na Cruz, que foi solenemente instituído na Última Ceia. Nesta cerimônia ímpar, Cristo é ao mesmo tempo vítima e sacerdote, se oferecendo a Deus para pagamento dos pecados, e aplicando a cada fiel seus méritos infinitos. O Sacerdote age na pessoa de Cristo, oferecendo o Santo Sacrifício a Deus Pai. Ademais, dizia o Doutor da Moral, a saber, Santo Afonso Maria de Ligório: "A Santa Missa é um compêndio de toda a vida de Jesus Cristo".

Com efeito, é necessário que tenhamos total reverência e zelo pela Missa, ela não é um reunião ou uma celebração, não devemos bater palmas ou fazer barulhos, a igreja é um local de adoração e oração, devemos estar em silêncio, contemplando a Deus que está presente no Sacrário. Devemos ir todos os domingos conforme a Lei da Igreja, ademais, devemos nos confessar caso tenhamos feito algo contra os Mandamentos de Deus (Dez Mandamentos) para podermos comungar do Corpo e Sangue de Cristo, do contrário, realiza-se um sacrilégio, o que é um pecado gravíssimo, com efeito, confesse-se antes de comungar do Santíssimo Sacramento, do contrário, comungará de sua própria condenação conforme diz o Apóstolo, a saber, São Paulo:

“Portanto, todo aquele que comer o pão ou beber o cálice do Senhor indignamente será culpável do corpo e do sangue do Senhor. Que cada um se examine a si mesmo, e assim coma desse pão e beba desse cálice. Aquele que o come e o bebe sem distinguir o corpo do Senhor, come e bebe a sua própria condenação".

Portanto, caro irmão de Fé, veja o quão é importante estarmos em estado de graça e nos comportarmos com devida reverência a tão augusto Sacramento, se trata da Santa Missa, é o Céu na Terra, não devemos tratá-la como um encontro qualquer, ademais, quando um rei é recebido, são prestadas grandes honrarias pelos homens que fazem uma celebração da forma mais zelosa possível, pois, trata-se de um rei. Ora, com efeito, tanto mais deve ser o zelo que se presta ao Rei dos Reis, Senhor dos Senhores, o Altíssimo Jesus Cristo.

Além disso, também é necessário que estejamos vestidos adequadamente para nos aproximarmos do Rei dos Reis, com efeito, a Santa Igreja nos ensina que devemos nos vestir de forma modesta. Os homens não podem utilizar bermudas, regatas ou tampouco roupas de academia, as mulheres devem ir com roupas dignas e modestas, de preferência, vestidos ou com blusas dignas e saias que cubram abaixo do joelho, o uso do véu é de suma importância, pois é sinal de humildade e recato em reverência ao Cristo, é uma tradição bimilenar da Igreja.

Imite as santas mulheres, em especial a Santíssima Virgem Maria, pergunte-se se elas usariam essas roupas que se utilizam em nossos tempos, com certeza não usariam, com efeito, não podem ir com roupas sem mangas, transparentes, decotadas e colantes, lembre-se, não são regras tolas, mas uma exigência santa para nos apresentarmos diante de Deus que nos ama, mas que nos pede para sermos dignos de sua presença.

Durante a Santa Comunhão devemos comungar diretamente pela boca, de preferência de joelho, porque o gesto de tocar com as mãos é ofensivo, primeiro porque não podemos tocar no Santíssimo, somente o Sacerdote deve tocar na Hóstia Consagrada, em segundo por causa das consequências desse ato que permite que partículas da Hóstia Consagrada que caem no chão, ademais, nos ensina o Mestre Angélico, a saber, Santo Tomás de Aquino:

"A distribuição do Corpo de Cristo cabe ao padre por três motivos. Primeiro, porque é ele que consagra assumindo o lugar de Cristo. Ora, o próprio Cristo distribuiu o seu Corpo durante a Ceia. Portanto, assim (como) a consagração do Corpo de Cristo cabe ao padre, é também a ele que cabe a sua distribuição. Segundo, porque o padre foi instituído intermediário entre Deus e os homens. Por conseguinte, como tal, é ele que deve encaminhar a Deus as oferendas dos fiéis e também levar aos fiéis as dádivas santificadas por Deus. Terceiro, porque, por respeito por este Sacramento, ele não é tocado por nada que não seja consagrado. Por causa disto, o corporal e o cálice são consagrados e igualmente as mãos do padre o são, para tocar este Sacramento. Assim, nenhuma pessoa tem o direito de o tocar, a não ser em casos de necessidade como, por exemplo, se o Sacramento cair no chão, ou casos semelhantes".

Ademais, nos ensina o Catecismo do Papa São Pio X que: "No ato de receber a sagrada Comunhão, devemos estar de joelhos, com a cabeça medianamente levantada, com os olhos modestos e voltados para a sagrada Hóstia, com a boca suficientemente aberta e com a língua um pouco estendida sobre o lábio inferior. Senhoras e meninas devem estar com a cabeça coberta".

Além do mais, o Santo Concílio de Trento nos ensina: "Na comunhão sacramental sempre foi costume na Igreja de Deus receberem os leigos a comunhão das mãos do sacerdote. Com razão e justiça se deve conservar este costume como proveniente da Tradição apostólica

Por fim caríssimos irmãos de Fé, não desprezeis essas palavras que vos dirijo, certamente não conheço vossa pessoa, no entanto, fiz este texto para ajudá-lo a amar a Deus sobre todas as coisas, de forma mais perfeita, me importo contigo, quero que sirvamos ao Bom Deus com toda as nossas forças, ele é o Caminho, a Verdade e a Vida, e é a razão de nosso ser e de nossa existência, e por isso também devemos adorá-lo com toda a nossa força, sejamos verdadeiramente católicos e nos santifiquemos mutuamente para que um dia possamos ser dignos das promessa de Cristo, peçamos também a Santíssima Virgem que nos agracie, para que ela nos conduza ao seu Filho Santíssimo.

"Amar é tudo dar e dar-se a si mesmo." Santa Teresinha

Glória a Deus! Ave Maria Santíssima! Salve Roma Eterna! Força e Honra! Sempre Fiel!

Comentários

Postagens mais visitadas