Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

O padre é também um pai

O padre é também um pai.

Por: Vinicius Martinez
O presbítero é aquele que é digno de grande respeito, é o ancião no sentido de ser o sábio que conduz um pequeno rebanho, posteriormente chama-se de padre = pater = pai = pai espiritual. Quando um padre reza uma missa ele está na pessoa de Cristo, com efeito, ele é superior a todos os demais que estão presente na missa. Logo, ele por ser a pessoa de Cristo, deve se dirigir a nós como nosso senhor, ou seja, ele deve tratar os leigos como seus filhos e filhas.

Sucede que um padre que verdadeiramente age como padre em uma homilia ou sermão se dirige aos leigos da seguinte forma: "meus caros filhos e filhas" ou "meus caros fieis". Todavia, a maioria esmagadora dos padres chamam os fieis de "caros irmãos e irmãs" igualando-se ao povo.

De fato, todos nós batizados somos irmãos em Cristo, no entanto, quando um padre celebra uma missa ele não está como irmão, mas na pessoa de Cristo, logo torna-se errada a concepção de que sejamos irmãos naquele momento, pois somos seus filhos e ele está ali para prestar um sacrifício a Deus Pai.

Ademais, é por isso que buscamos o padre para confessar os nossos pecados, porque o filho busca o seu pai para pedir desculpas por suas ofensas, o padre está ali na pessoa de Cristo para nos absolver, ora, não é próprio de um irmão absolver as faltas de um outro irmão, mas de um pai que possui a autoridade sobre ele.

Ademais, é por isso também que beijamos as mãos do Padre e fazemos o sinal da cruz e abaixamos nossas cabeças por reverência quando este passa perto de nós, pois reconhecemos sua realeza, sua dignidade, sua paternidade sobre nós. Infelizmente, os padres querem se igualar ao povo achando que todos somos iguais agindo na "pessoa do povo".

Glória a Deus! Ave Maria Santíssima! Salve Roma Eterna! Força e Honra! Sempre Fiel!

Comentários

Postagens mais visitadas