Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

A negligência dos padres com suas ovelhas

A negligência dos padres com suas ovelhas. 

Por: Vinicius Martinez
 
As duas maiores caridades que um padre pode fazer é primeiro rezar a Missa, concedendo a Santíssima Eucaristia, e em segundo, atendendo confissões, fazendo com que os fieis estejam em estado de graça para receber o Santíssimo Sacramento.

O padre que nega atender uma confissão, seja por uma suposta falta de tempo, cansaço ou que prefere estar fazendo outras coisas, não tem verdadeira Fé, porque se tivesse grande Fé, ele expressaria ela pela Caridade que é o reflexo da Fé, com efeito, salvando as almas por via do Sacramento da Penitência que é tão negligenciado em nossos tempos.

Tenho o hábito de visitar o Santíssimo frequentemente, portanto, visito muitas paróquias e desgraçadamente tive o desgosto de ver que os padres dessas paróquias estão de "férias" e não atendendo confissões, além disso, quando não estão, pedem para que sejam agendadas na secretária.

Gostaria de perguntar para estes padres o que será das almas de tantos fieis neste meio tempo? E se algum deles vir ao óbito e estiver em pecado grave? Que peso este padre miserável carregará por não ter concedido uma absolvição.

Além disso, mesmo que uma pessoa não morra, que desgraça é permitir que um fiel passe a semana sem graça, portanto, não podendo comungar, porque o padre que deveria cuidar dessa pessoa não quis oferecer breves minutos de seu dia para atender uma misera confissão.

São muitos os fieis que desejam imitar o santos, criando o hábito de se confessar frequentemente, ainda que não estejam em pecado grave, sabem da importância de recorrer a este santo sacramento.

Infelizmente são acusados por estes padres de estarem "abusando" da misericórdia de Deus. Com efeito, estes pobres fieis que por terem lido a biografia dos santos, mergulham em grandes escrúpulos por terem ouvido tão temerária acusação.

Quando na verdade, eles estão fazendo exatamente como deve ser, imitando os santos que recorriam a este sacramento mesmo que para contar seus pecados veniais e imperfeições, pois tudo que desejavam é humildemente reconhecer, o quanto necessitam da Graça em seu ser.

Muitos desses padres possuem aquela visão deturpada de que só deve se confessar uma vez ao ano. Pior é ver supostos padres vistos como "tradicionais" pela internet, que utilizam de algum desse artifícios acima citados e em seguida rezam a Missa como se tivessem verdadeiro Amor por Deus, sendo que não amaram o miserável fiel que pediu para se confessar.

Pior ainda é saber que estes padres tem ciência de que os confessores e santos confessores atendiam confissões durante horas sem parar, mas eles reclamam por terem que atender durante 30 minutos. Ademais, não é apenas com confissões, mas com os demais sacramentos, sempre colocam dificuldades e burocracias imensas para não concederem algo que eles poderiam fazer.

Certamente é válido o questionamento quanto as intenções desses padres, que ousam prestarem um Sacrifício a Deus Pai sem antes terem prestado um sacrifício menor de ter atendido uma confissão. Em verdade, nunca soube de um padre da FSSPX ou do IBP, os ditos "fariseus" e "radtrads" fazerem uma coisa dessas com seus fieis.

Rezemos por estes padres para que sejam tocados e percebam o erro grave que estão cometendo, no entanto, também não deixemos de falar a verdade para estes padres, de que se assim eles procedem, causam grande desagrado ao Bom Deus, por estarem negligenciando seus deveres, por isso, não basta apenas rezarmos, também é necessário agirmos.

Glória a Deus! Ave Maria Santíssima! Salve Roma Eterna! Força e Honra! Sempre Fiel!

Comentários

Postagens mais visitadas