Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

É mais fácil eu ser ajudado pelos hereges do que ser ajudado pelos meus irmãos de Fé

É mais fácil eu ser ajudado pelos hereges do que ser ajudado pelos meus irmãos de Fé.

Por: Vinicius Martinez

Não espere ajuda de ninguém ou tampouco espere que seu trabalho seja divulgado por outros católicos que estão mais divulgados que você. Pode até acontecer que o seu trabalho seja divulgado, mas algo em troca será pedido, cedo ou tarde.

Grande é a indiferença entre os católicos de hoje, que em sua maioria agem de forma tal que os outros são como objetos utilitários: onde os vínculos são criados se e somente se for conveniente para si ou para o movimento a qual se está inserido.

Eu nunca vi um espírito tão egoísta quanto esse que está presente nos movimentos católicos que aumentam a cada dia no Brasil: você só é ajudado se puxar saco dos que estão em cima ou puxando as pernas de alguém — para que você possa subir.

Dizem defender a Fé Católica, que Cristo deve reinar em tudo, no entanto, não permitem que Cristo reine em seus corações, ora postam frases dos santos e demonstram interesse nos estudos da Fé.

Porém, o que dizem ser, não está em conformidade com suas ações. Há uma incongruência total entre o discurso que dizem amar e o proceder de suas ações.

Ademais, muitos são pessoas eruditas, contudo no final sempre acaba por faltar o que é mais importante em nós que é a Caridade que é a forma visível da Fé. Mas tão rara é encontrá-la nessas pessoas e movimentos, mas tão fácil é encontrar jogos de interesses vazios, — a alimentação de egos, arrogância e, com efeito, vaidades e mais vaidades.

Sinceramente, estou longe de ser alguma espécie de santo (embora deseje isso), mas preferiria ser o Homem mais desconhecido, burro e incapaz do mundo: mas que tivesse um coração verdadeiramente Caridoso, — a ter que ser erudito e famoso, no entanto, egoísta, arrogante e interesseiro.

No entanto, me foi dado talentos e agradeço a Deus por ter recebido os talentos que tenho: não sou burro, mendigo ou incapaz, com efeito, devo utilizar dos talentos que me foram dados para fazer o bem.

Do contrário, estarei jogando fora o que me foi dado por Deus e assim desonrando-o. Ademais, a quem muito foi dado, muito será cobrado. É aquela velha história em que um famoso e rico homem veste-se de mendigo e ninguém lhe dá valor algum: é só mais um "rato humano" caminhando.

Ademais, é ignorado e às vezes humilhado, mas quando revela sua verdadeira identidade, passa a ser visto e respeitado pelas pessoas que antes o repudiavam, no entanto, agora dizem amá-lo.

Sempre me lembro da bela História do Doutor Universal que era erudito e famoso, ora, imagine se ele não tivesse ajudado o jovem Frei Tomás que era deixado de lado por todos que o viam como um inútil.

Mas a inteligência de Santo Alberto reconheceu que ele tinha potencial e a Caridade fez com que ele agisse e, com efeito, ajudasse o jovem Frei Tomás que então pode expressar sua gigantesca sabedoria ao mundo e que viria a ser o Doutor Angélico da Igreja ou por mim chamado de Mestre Angélico que é o mais sábio dos santos e o mais santo dos sábios.

Também me lembro da História de São Luís Grignion de Montfort que fez algo semelhante à história do falso mendigo, onde certo dia bateu na porta de um mosteiro pedindo esmolas, mas não lhe deram a esmola, no entanto, ao terem percebido que se tratava de um Padre, — aqueles que negaram a esmola ao falso mendigo mudaram de conduta.

Há também aqueles casos em que jogadores de futebol ou artistas famosos se fantasiam nas ruas e fazem suas respectivas artes, contudo, por não serem famosos e ricos, quase não ganham atenção alguma.

Mas de repente quando mostram suas identidades, uma multidão de pessoas passa a querer segui-lo — e receber autógrafo — e elogiá-lo: pessoas que ignoraram por completo a qualidade artística daquele desconhecido que na verdade era um famoso disfarçado.

O segredo é simplesmente manter-se de cabeça erguida mesmo diante de tanta hipocrisia, interesses sujos e falsidade entre os irmãos de Fé: a Raça de Víboras que Nosso Senhor condenou — que existe desde os mais remotos tempos da humanidade.

Temos de rezar para o Sumo Bem deles e mesmo que em nosso coração tenha grande desejo de xingá-los e às vezes até desejar o mal, — simplesmente temos de pegar esse maligno desejo pecaminoso a qual não devemos consentir jamais —, esmagá-lo e jogá-lo no Abismo de onde ele veio.

Graças a Deus, por mais que eu me decepcione e seja maltratado por alguém, não consigo ter ódio desse alguém — e é assim que deve ser.

Infelizmente esse fenômeno não é novo: o ser humano é falho e pecador; devemos reconhecer isso, não podemos jogar nossas esperanças nos homens, porque se assim procede, — sempre iremos nos ferir. A questão é que só algumas pessoas enxergam e possuem coragem suficiente de dizer e encarar de maneira virtuosa.

A conclusão tenebrosa é que desgraçadamente seria mais fácil eu encontrar ajuda entre os hereges que entre os meus próprios irmãos de Fé.

Que Nosso Senhor Jesus Cristo reine verdadeiramente em nossos corações, que recebamos a Graça e a usemos bem: desejando o bem e fazendo o bem.

Que a Santíssima Mãe de Deus, Rainha de todas as Virtudes nos ensine a sermos verdadeiramente católicos e com isso possamos enxergar o bem no próximo, e desejemos o bem dele.

Porque do contrário, seríamos como aqueles que rejeitaram ajudar a Sagrada Família: que negaram abrigo para que a Santíssima que a mais perfeita criatura já criada pudesse dar luz ao próprio Senhor. No entanto, jamais teriam negado se acaso a Santíssima e São José fossem ricos e famosos da época.

Glória a Deus! Ave Maria Santíssima! Salve Roma Eterna! Força e Honra! Sempre Fiel!

Comentários

Postagens mais visitadas