Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Da formação e desenvolvimento do Homem, a crise da virilidade de nossos tempos e outros assuntos

Da formação e desenvolvimento do Homem, a crise da virilidade de nossos tempos e outros assuntos. Por: Vinicius Martinez
Introdução.

Se podemos dizer que há um período na História Humana onde o Homem deixou de entender a si mesmo, esse período é o nosso. Vivemos num mundo desenvolvido tecnologicamente, mas precariamente os homens que participam desses tempos, não acompanharam o avanço das técnicas que por eles mesmos foram desenvolvidas.

É fato que vivemos numa sociedade apóstata que abandonou a Verdade e que se rendeu ao Liberalismo em todos os seus aspectos, o que por sua vez deu forças ao modernismo na religiosidade, assim como pavimentou a civilização ocidental para experimentar as tenebrosas revoluções sangrentas do século XX.

Por sua vez, nessa breve introdução, cito que o triunfo da tão má compreendida ideologia feminista, que embora muitos falem dela, não sabem que a mesma não é só uma simples demência do que chamamos de "Mundo Moderno".

Parafraseando a afirmação do Dou…

Amar não cansa!

Amar não cansa!

Por: Vinicius Martinez


Parece que amar cansa, pois tudo que não há reciprocidade e retorno, não vale a pena manter.

Com efeito, diz uma pessoa: "Tô cansado de esperar. Cansei de amar fulana. Cansei de me doar. Cansei de ajudar. Ninguém está nem aí para mim. Não ligam para o meu amor, logo não há porque amar".

Mas em contrário, diz o Doutor Místico, a saber, São João da Cruz: "Amar não cansa nem se cansa".

Com efeito, aqueles que verdadeiramente amam, jamais cansam do ato de amar, pois, o amar é uma adesão Intelectual que se concretiza de tal forma que não há como voltar atrás.

Todos aqueles que dizem ter cansado de amar alguém, é porque na verdade jamais amou. Essa pessoa apenas teve uma paixãozinha que obviamente haveria de se esgotar com o tempo, pois o que é carnal — limitado é.

Já o Amor é algo cujos limites nos são desconhecidos.

Em verdade, é na dificuldade e nos tempos secos que se prova o verdadeiro amor. Pois é nas situações geladas que se vê o fervor da chama perpétua que é o Amor, cuja origem é o próprio Deus, com efeito — ilimitado há de ser.

Amar é sempre glorioso, mas toda glória tem seu preço, e o preço do amor é por vezes um tanto doloroso. Mas a beleza que é o amar, faz de toda dificuldade e dor uma sujeira que é ofuscada pelo magno brilho do Amor.

Glória a Deus! Ave Maria Santíssima! Sempre Fiel!

Comentários

Postagens mais visitadas