Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

O Sumo Pontífice Francisco: suas fraquezas, e os covardes.

 O Sumo Pontífice Francisco: suas fraquezas, e os covardes.

Por: Vinicius Martinez

Sim é verdade que o Papa Francisco não é o homem correto para a situação em que se encontra a Igreja e o mundo, é óbvio que ele não é um grandioso Papa como: São Leão Magno, São Gregório Magno, Inocêncio III, São Pio V, Leão XIII, São Pio X, Pio Xll ou até mesmo o Bento XVI.

Mas por mais que Francisco não seja um Pontífice com postura, com firmeza e falte a ele coragem para peitar de frente todas essas malditas heresias que estão dentro da Igreja, por mais que ele não tome posturas para expulsar os vermes que contaminam a Igreja ou por vezes o mesmo transmita uma imagem falsa da Igreja com suas declarações confusas e atrapalhadas e até mesmo cometendo erros graves do ponto de vista político e pessoal e também escreva alguns textos pueris e pobres e também por vezes abafa questões sérias.

Ele é o Sumo Pontífice da Igreja, ele tem muitos defeitos, eu mesmo digo abertamente que não gosto do Pontificado de Francisco, acho ele fraco, realmente um Papa fraco, assim como muitos papas que existiram e que inclusive foram piores que Francisco, eu não vou negar a autoridade de Francisco, pois se eu a negasse, estaria em heresia, embora eu não goste de sua forma de coordenar a Igreja e creio eu que sua liderança é demasiada fraca e que suas condutas carecem de maior consideração com o que é sacro, eu de maneira alguma tenho o direito de questionar sua legitimidade enquanto Soberano Pontífice, sobre sua cadeira de sucessor de São Pedro.

Ademais. -- Entenda de uma vez por todas, você que é Sedevacantista, embora tenhamos um Papa fraco, ele não deixa de ser Papa, assim como um filho que tem um Pai canalha que não ama o filho, o fato de o pai ser canalha e não amar o filho dele, não modifica o fato de que ele é pai daquele sujeito.

Ademais. -- Não me torno herege ou cismático por fazer juízos nas condutas e posturas do Pontífice Francisco, eu seria, se negasse sua autoridade e rejeitasse seus ensinamentos de maneira infalível, mas enquanto figura falível, ou seja, enquanto Francisco se pronuncia de maneira normal, não sou obrigado a concordar com suas posturas e declarações e recomendações, mas se em algum momento o Pontífice repete o que já fora declarado infalivelmente pelo Magistério, pela Santa Tradição, ou se pronuncia em Ex Cátedra -- atendendo as condições do carisma da infabilidade, eu tenho que calar a boca e seguir e ponto final.

Ademais. -- Certos católicos com um tom mais "moderno", e que gostam de serem engraçadinhos, que ficam apenas fazendo memezinhos toscos atacando protestantes tolos e que não condenam os erros que inclusive estão ao nosso redor --, que são covardes, pois são da posição do "Prefiro errar com o papa, a ter que acertar sozinho". Digo que isso não passa de pura covardia, são pessoas que não querem tomar uma posição firme, não querem ter responsabilidades, já bem disse que não somos obrigados, a ter que aceitar as recomendações e declarações falíveis do Pontífice, mas que devemos sim que nos submeter aos seus ensinamentos que são pronunciados de maneira infalível -- seja pela repetição do que já fora decretado, ou por uma declaração nova, que seja Ex Catedra; não nos tornamos cismáticos ou tampouco hereges por dizer que: "Francisco é um papa fraco" ou "Não gosto do pontificado de Francisco" ou "Papa Francisco errou nisso", nos tornamos hereges se rejeitamos sua autoridade, sua legitimidade e nos desvinculamos totalmente de Roma.

Ademais. -- Alguns imbecis hão de tratar esse assunto na brincadeira, usando de artifícios e jargões de intimidação e de desvalorização da posição, acusando as pessoas de tomarem juízo de valor a respeito do Papa Francisco de "Rad-Trad" ou esses apelidinhos toscos, meu camarada, para de tolice e veja o quanto isso é sério, aqui não é brincadeira é coisa séria, não é assunto de ficar fazendo memezinho ou usando jargãozinho bobo, não seja tolo, uma coisa é questionar as condutas do Papa Francisco enquanto pessoa, outra é questionar sua autoridade, outra é negar tudo, embora eu não goste de seu Pontificado, se eu visse o Papa Francisco em minha frente e pudesse falar com ele, eu piedosamente pediria a ele sua Bênção sim, pois sei que ele foi ungido e tem poder e autoridade para me conceder tal coisa, e então já provo que não estou em porcaria de "cisma" como muitos covardes hão de me acusar, as pessoas que possuem uma postura parecida com a minha, são duramente injustiçadas pela maioria dos católicos que são tolos e que confundem tudo.

Ademais. -- Um Capitão pode discordar da forma pela qual o General -- que é seu superior, ira desdobrar uma operação militar, ou seus ensinamentos de ordem num regimento, mas embora o Capitão discorde da posição e dos ensinamentos do General, o General deixará de ser General? Obviamente que não, e o Capitão sabe disso e aceitará sim a Autoridade do General. Assim é o Papa, um leigo ou outro clérigo que discorde por exemplo de certas declarações públicas e da forma como Francisco coordena a Igreja, pode até não gostar e critica-lo, mas isso não vai fazer que Francisco se torne "Bergoglio".


Finalizo -- Eu amo a Santa Igreja Católica Apostólica Romana, estou com ela por completo, e quando se ama a Santa Igreja, você tem uma verdadeira posição de defende-la com sua própria vida, de defender o que é certo, defender a Santa Tradição, de proteger a sua sacralidade e dignidade, assim como também combater os vícios, os erros e as heresias. Não seleciono o que me convém jamais, tudo que é decretado como recomendação de Fé e Moral, deve ser seguida pois foi nos ensinada pela Santa Igreja, mas eu não sou obrigado a ter que concordar por exemplo com as posições do magistério, no quesito de questões de ecologia, ciências ou do ecumenismo moderno, ou até mesmo políticas -- ora. É verdade que certas coisas que são declaradas por alguns clérigos são dignas de desdém nosso, mas isso não invalida suas autoridades, o clero não deixa de ser clero. Lembremo-nos que por mais que tenha um clero corrompido e fraco, por mais que haja heresias, por mais que haja erros e degradações nos membros da Santa Igreja, ela não deixará de ser Igreja, pois assim foi dito pelo Nosso Senhor, que as Portas do Inferno jamais prevalecerão sobre ela, pois a Santa Igreja é Esposa de Cristo e um Esposo, jamais abandona sua mulher, JAMAIS!

Glória a Deus. Salve Maria Santíssima. Salve Roma Eterna!

Comentários

Postagens mais visitadas