Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

Sobre a RCC, o irracionalismo e o sentimentalismo dos Católicos Brasileiros.

Sobre a RCC, o irracionalismo e o sentimentalismo dos Católicos Brasileiros.

 Por: Vinicius Martinez

"Os brasileiros em geral são cristãos no sentimento, mas não cristãos na Fé." Papa João Paulo II

O Papa quando disse isso, tinha toda a razão, ele fez uma afirmação extremamente precisa do que acontece no Brasil, assim como também em muitos lugares pelo mundo, as pessoas em sua maioria, acham que ter fé é ser sentimentalista, acha que para ter fé é necessário sentir "experiências místicas", acha que ter fé é ter "experiências com Deus" --, por meio de músicas e gritarias. A Fé é um Dom de Deus, está infuso na Alma Humana, o ato de Fé é intelectual, não irracional, não é crendice, não é algo cego, é a Adesão Intelectual a Revelação Divina.
Três coisas são necessárias para a alimentação da Fé: A graça de Deus, a Oração e o Estudo da Sã Doutrina.

Uma das coisas que mais crítico no movimento RCC é essa supervalorização dos sentimentos, a supervalorização da agitação e do barulho, infelizmente um dos efeitos causados pelos movimentos carismáticos é o irracionalismo -- o fideísmo e o sentimentalismo fajuto. Pessoas que possuem preguiça e às vezes nojo do estudo da Doutrina, pessoas que desvalorizam o conhecimento. O pior é quando querem levar suas maneiras de "exaltar a Deus" -- que é por meio de orações em línguas, em alto tom, com palmas e danças, para a Santa Missa, tais coisas são completamente profanas e erradas, é um desrespeito com a infinita majestade de Deus, a Missa não é Show, é a Renovação do Sacrifício no Calvário. E, portanto deve ser algo triste e não alegre, queres fazer festas e comemorações com palmas e orações altas? Que façam, mas não na Santa Missa.

Objeção a minha crítica a RCC: "A RCC foi apoiada por 5 papas, logo você não deve falar mal dela, pois ela é católica".

Respondo a Primeira Objeção: A RCC foi apoiada sim pelos Papas, mas uma coisa é apoiar, outra é decretar que tal movimento é Canonizado, e, portanto isento de qualquer crítica, o movimento da RCC é falho como qualquer outro, embora seja reconhecido pela Santa Sé, ele é um movimento que não faz parte das questões de Fé e Moral infalíveis, logo as críticas podem ser feitas SIM.

Segunda Objeção: "Não há porque criticar a RCC, ela ajuda tantas pessoas, converte tantas pessoas, ela ajudou aumentar a minha fé e tals, é um movimento realmente católico e que só ajuda as pessoas".

Respondo a Segunda Objeção: Primeiro, volto a dizer que a RCC é um movimento e não um artigo de Fé e Moral Infalível, logo não é algo que é obrigado que todos aceitem. Segundo: não é a RCC que converte pessoas, mas é a Verdade que nos encontra, terceiro, se o seu conceito de Fé, é o sentimentalismo, de "sentir Deus" de ter experiências por meio das orações altas e músicas em grupo, então não sabes o que é Fé e, portanto está equivocada. Quarta, a RCC não é um movimento de origem católica, é um movimento que teve origem na experiência de alguns jovens (tinham que ser jovens, que em sua maioria só fazem besteira) -- onde eles se reuniam com protestantes e começaram a levar isso para as dioceses católicas até que o movimento tornou-se gigantesco e hoje representa a maioria esmagadora dos católicos. É evidente que a RCC teve uma origem protestante, negar isso é estupidez extrema, o próprio estatuto do movimento admite, é um fato histórico, e quando a Santa Igreja começou a trabalhar o movimento para que ele se tornasse católico -- aprovado pela Santa Sé -- o magistério sempre foi claro embora fraco na fiscalização do movimento como um todo, e é devido a essa fraqueza, que hoje a RCC é repleta de erros grosseiros contra a Sã Doutrina, levando milhões de pessoas ao erro, inclusive contribuiu para que muitas pessoas aderissem a heresia pentecostal. A diferença de um RCCista para um Pentecostal por vezes é que um tem imagens e o terço e o outro não, mas não deixa de ser trágico saber que a mentalidade, o comportamento de ambos são semelhantes, quase chegando a igualdade. Quinto, quantidade não significa qualidade, é evidente que a RCC lota galpões que são lotados de cadeiras de plástico, mas quantas dessas pessoas verdadeiramente possuem o mínimo de instrução, quantas dessas pessoas realmente possuem noção real do sagrado, dos valores, da Sã Doutrina?

Ademais. -- Não sou romântico e idealista a ponto de desejar a extinção do movimento da RCC, o que de fato não irá acontecer, é evidente que o movimento trouxe coisas boas para Igreja, pois de um mal Deus sempre tira um bem maior, e seria estupidez se esforçar para que o movimento acabasse de repente, isso não será possível -- entenda tradicionalista católico: tenha os pés no chão, a RCC existiu e existe e temos de encarar essa realidade -- fixados no que é possível fazer e não no ideal que é mero construto do pensamento que por vezes não se aplica a realidade; os que estão apegados a Tradição -- é minoria absoluta, quem domina é os carismáticos, diante disso seria falta de inteligência acreditar que o movimento tradicional tem mais força que o carismático, diante disso só nos resta o desejo de que a RCC que sim, eu não apoio, não gosto, sei que está repleto de erros, mas também sei que está cheio de pessoas de boa índole, mas que estão perdidas pelas falsas doutrinas, e que portanto merecem e devem ser ajudadas -- aos poucos -- sendo ensinadas, sendo catequizadas na Sã Doutrina Católica que reprova completamente essas posições histéricas, fideístas, sentimentalistas que faz parte do movimento, não nos deve faltar humildade e verdadeiro desejo de mostrar o que é certo, agora se a pessoa é daquelas arrogantes que acha que já encontrou a Verdade suprema por meio do movimento, então não há muito que se fazer, além de rezarmos por essas pessoas que foram consumidas pelo maldito sentimentalismo/fideísmo.

Nota Adicional: Devido aos nossos tempos, onde o analfabetismo funcional reina na mente das pessoas, sou obrigado a deixar essa nota, dizendo que se por um lado temos um erro propagado pela RCC que é esse irracionalismo, essa exaltação dos sentimentos e das "experiências místicas" que é uma ala da Gnose mística, também tem uma ala da Gnose Racionalista que exalta o conhecimento e menospreza os mistérios da Fé. Logo também não ignoro o erro do outro lado, erros são erros e, portanto devem ser combatidos.

Finalizo -- Devemos estudar a Sã Doutrina o tempo inteiro, temos de querer ser sábios sim, pois como já diria o Filósofo: "Todos os homens têm, por natureza, desejo de conhecer". Também o Doutor Angélico da Igreja concorda com que o Filósofo afirma, nenhuma pessoa em sã consciência deve desejar o estado de ignorância, pois o fim último do Homem é a contemplação da Verdade, e tal realidade é Intelectual, pois o Espírito é Intelectual, existiram muitos santos que eram intelectualmente limitados, mas nenhum deles, jamais desejou serem ignorantes, eles faziam o máximo que podiam com suas limitações, e se pudessem, teriam em sua vida aqui na terra, a busca da sabedoria como um todo. Temos de valorizar a parte espiritual, mas não de maneira histérica e sentimentalista como muitos fazem, mas a oração que é a porta de entrada para Deus, pois é onde entramos em nosso Castelo Interior que é composto de sete moradas, onde na sétima habita a Santíssima Trindade, como já diria Santa Teresa D'Avila que era uma mística que tinha diversas experiências verdadeiras com Deus, jamais aderiu a esse tipo de "experiências" que acontecem na RCC, ela era uma Santa extremamente discreta e silenciosa, e nos momentos em que era propicio, era uma santa com grande carisma, era alegre, mas nos momentos onde é necessário um estado de silêncio, ela em silêncio ficava, é o caso de estar na Santa Missa, é o caso dela rezar, e assim todo cristão deve ser, silencioso e discreto, rezando em silencio, e não gritando que nem um retardado, jogando pérolas aos porcos que verão aquelas pessoas como loucas.

"As pessoas costumam amar a verdade quando esta as ilumina, porém tendem a odiá-la quando as confronta." Santo Agostinho

"A Fé, sem razão, é nula." Santo Agostinho

"Três coisas são necessárias à salvação do homem, a saber: a ciência do que se há de crer (Fé), a ciência do que se há de desejar (Esperança), e a ciência do que se há de operar (Caridade)." Santo Tomás de Aquino

Comentários

Postagens mais visitadas