Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

O sofrimento que Deus permite que eu sofra, é para o meu bem

O sofrimento que Deus permite que eu sofra, é para o meu bem

Por: Vinicius Martinez

A vida nos concede muitos meios de vivenciar alegrias: partículas do que poderemos ter na contemplação da Verdade, mas são partículas infinitamente pequenas, pois a alegria suprema não se recebe nessa vida -- mas apenas na outra, contudo em determinado momento da vida, parece que a fonte de alegrias que te move a continuar vivendo é cortada, e você fica com uma verdadeira sede que te deixa cada vez mais angustiado, com uma dor extrema, parecendo que tudo é escuro e já não há mais motivo para viver, é como se Deus tivesse lhe abandonado. É o que parece que acontece comigo, já não sinto muita vontade e disposição de fazer muita coisa, e minha tendência de querer buscar alegrias em outros meios nas quais não tenho acesso é barrada, pois ou é errado ou eu não posso ter, e mais uma vez me encontro na aridez completa de alegrias, pois meus desejos, minha vontade não é saciada.

Deus permite que eu sofra, mas todo sofrimento que passo é permitido por uma finalidade: minha santificação, e por mais doloroso que seja minhas dores, tenho o dever de depositar toda a minha confiança nas mãos de Deus, sabendo que isso serve para o meu bem e não para o meu mal. É certo que muitos hão de perguntar: "Deus por que permites que eu sofra tanto?", O fato é que nada acontece por acaso, muitas coisas nessa vida, são verdadeiros mistérios, por que alguns sofrem e outros não? A questão é que sempre acreditamos que somos os grandes injustiçados, mas a verdade é que mesmo o sofrimento que possamos ter, é graça para nós.

Deus não me deixou só porque no momento passo por uma aridez de alegrias, Deus não abandona jamais, ele tem um propósito para cada um de nós, não cabe a mim querer desvendar os pormenores do que Deus quer de mim, a questão é saber a grande missão que Deus me dá, que é me doar a ele por completo, é deixar que ele me transforme em algo melhor, para o meu bem e sei que essa "transformação" é por vezes dolorosa e requer grandes sacrifícios.

O melhor momento de minha semana é sempre quando vou à missa, e participo da Santíssima Eucaristia, ali sinto estar próximo de Deus, por um momento sinto que todos os problemas do mundo foram reparados, já não há dor, angústia e aflição, mas apenas alegria, profunda alegria de estar recebendo tão sublime sacramento, acredito que se não fosse pela Eucaristia, eu já teria me tornado um monstro -- seguindo minhas vontades desordenadas reprimidas ou então algo pior.

Neste momento, quero seguir o que Santa Teresinha ensinou, de ser como uma criança, que se joga no colo de seu pai, pois eu sou uma criança e sempre serei, aos olhos do Senhor, pois dependo e dependerei para todo o sempre do mesmo. Eu desejo ser para sempre uma ovelhinha nos braços de meu senhor, sei que sendo uma ovelhinha para meu mestre e criador, serei feliz.

Deus tenha misericórdia de mim e de todas as pessoas que passam pela mesma situação, pois embora boa parte de minha semana -- vida cotidiana, eu não sinta um pingo de prazer, um pingo da presença de Deus, eu sei -- de fato eu sei, não é necessário de experiências sensoriais para eu saber disso, pois eu aderi a Deus, eu tenho Fé e portanto meu intelecto sabe, que ele está me vendo, ele está me protegendo -- de sua maneira, assim como está me conduzindo para algo que não posso imaginar, sonhar ou ouvir -- desde que eu persista firme e confiante em sua promessa, a saber: os Céus e rogo para que eu consiga agradar o meu Senhor, pois o que mais me importa é a amizade dele.

"Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação." Habacuque 3:17-18

"Em tempos de tristeza e de inquietação, não abandones nem as boas obras de oração, nem a penitência a que estás habituada. Antes, intensifica-as. E verás com que prontidão o Senhor te sustentará." Santa Teresa D'Avila

"Ter coragem diante de qualquer coisa na vida, essa é a base de tudo." Santa Teresa D'Avila

"Nada te perturbe, Nada te espante, Tudo passa, Deus não muda, A paciência tudo alcança; Quem a Deus tem, Nada lhe falta: Só Deus basta." Santa Tereza D'Ávila

"A vontade de Deus é que eu lute até à morte." Santa Teresinha do Menino Jesus

"Deus quer que me abandone como uma criança." Santa Teresinha do Menino Jesus

Comentários

Postagens mais visitadas