Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois

Do mistério da vida: sofrer primeiro para ser feliz depois.
Por: Vinicius Martinez
“Devemos suportar tudo, porque o sofrimento é pequeno e a recompensa é grande.” Santa Catarina de Sena 
Um magnífico sinal da Graça de Deus em nossas vidas é quando uma pessoa que amamos ou que temos grande consideração por ela. 
Nos machuca em decorrência de uma atitude, seja uma escolha ou uma declaração que tenha ferido os nossos sentimentos, assim como também tenha contrariado a nossa vontade.
O ser humano naturalmente ao ser contrariado em sua vontade tende a se entristecer, pois, de fato dói ter a nossa vontade, os nossos desejos sido negados —, dói ser machucado por uma pessoa que tanto amamos. 
Geralmente a reação natural após sermos machucados por uma pessoa, é de tristeza, revolta e raiva. No entanto, por alguma operação de ordem sobrenatural. 
Ainda que entremos numa forte tristeza, ainda que choremos muito por causa da dor que sentimos, ainda assim em nosso coração persiste o Amor, o desejo do Sumo…

A maior batalha da vida de um cristão é vencer a si mesmo

A maior batalha da vida de um cristão é vencer a si mesmo
De: Vinicius Martinez

Sou cristão e meu maior desejo é contemplar a Deus por toda a eternidade, pois é nisso que encontrarei repouso definitivo, contudo para que isso ocorra, sei que necessito da graça de Deus e ter uma vida voltada para santidade. No entanto sou um ser humano e, portanto vítima do pecado original, em mim há uma inclinação para o mal, em mim há uma vontade mesmo que profunda e distante de querer me tornar algo ruim, de querer seguir as minhas paixões desordenadas, de seguir a concupiscência de minha carne que me levará a perdição, no entanto meu intelecto reconhece que se eu fizer isso, estarei pecando gravemente contra a suprema majestade de Deus -- colocando assim em risco a minha salvação e, portanto eu não faço o que por vezes me dá vontade.

Sou em potência um homem que pode se tornar um verdadeiro monstro, pois dentro de mim há certo mal -- de não querer aceitar as coisas como elas são, um desejo de querer sentir os prazeres da vida, de me tornar algo que não fui feito para ser, pois por eu não ser santo: fazer as coisas corretas e boas é por vezes doloroso e difícil, pois significa que estou contrariando a si mesmo e isso é doloroso, pois tendo eu a inclinação para o mal, isso faz com que eu deseje fazer o contrário, tenho potência para ser um homem realmente ímpio: arrogante, lascivo, violento, no entanto em ato eu não sou -- graças a Deus, e agradeço ao Senhor por me ajudar tanto, me concedendo graças para não ser um monstro como estes, pois se não fosse pela graça de Deus, com efeito, eu seria igual ou pior que muitos homens ímpios.

Meu maior medo é me tornar esse monstro, e peço a Deus que eu consiga vencer a si mesmo, para que eu não desaponte o meu Senhor -- tendo uma revolta gnóstica, ódio a providência divina, tudo isso me assusta completamente e diante disso me ajoelho e peço para que o máximo de graça seja jogada em mim: uma criatura miserável que necessita de Deus -- a todo instante.

Ademais. -- O Doutor Angélico já dizia que: "O desordenado amor por si mesmo é a causa de todos os pecados". Pois quando amamos mais aos nossos desejos que o desejo de Deus, estamos num caminho certo para a ruína, pois a desordem traz o caos e o caos é se tornar escravo do pecado e no pecado não encontraremos a vida -- mas a morte.

Ademais. -- Não podemos fugir de nossa vocação universal: sermos santos: Fomos feitos para Deus e em Deus encontraremos a Felicidade, desviar-se do caminho da reta bondade: pode se encontrar prazeres temporários, mas que são fúteis, que nada servirão a não ser a ruína e a morte, mas estar na reta bondade de Deus que por vezes pode ser doloroso por nos contrariar -- é onde se encontra a salvação eterna, pois lembremo-nos do que Cristo Nosso Senhor nos disse: "Negue a si mesmo e toma tua cruz e me siga".

Ademais. -- Conforme nossa vontade é voltada para a vontade de Deus, sendo Deus a fonte de toda felicidade, com efeito, passamos a amar até mesmo as provações e a aceitar a dor com maior facilidade, conforme é nos mostrado pela vida de grandes santos, é o caso de Santa Teresinha do Menino Jesus, que suportava com alegria qualquer contrariedade e dor, pois como já diria São Paulo: "Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim". E quando chegamos neste estado, é motivo de alegria, pois estamos na graça e santidade que Deus deseja.

Finalizo -- Como São Paulo nos relata no final de sua vida, quando sua missão já havia sido cumprida: "Combati o bom combate, terminei a minha carreira, guardei a fé". Assim será a satisfação do cristão que dedicar sua vida para Deus, quando a morte terrena o atingir, ele não encontrará morte, mas vida, e nessa vida que é a verdadeira: receberá a coroa da justiça, e por fim, receberá o grande e verdadeiro prêmio, a saber: Contemplar a Deus em essência para todo o sempre. É sabendo disso, que eu com toda a minha força: rejeito a perversão que há em mim.

Comentários

Postagens mais visitadas