Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Da formação e desenvolvimento do Homem, a crise da virilidade de nossos tempos e outros assuntos

Da formação e desenvolvimento do Homem, a crise da virilidade de nossos tempos e outros assuntos. Por: Vinicius Martinez
Introdução.

Se podemos dizer que há um período na História Humana onde o Homem deixou de entender a si mesmo, esse período é o nosso. Vivemos num mundo desenvolvido tecnologicamente, mas precariamente os homens que participam desses tempos, não acompanharam o avanço das técnicas que por eles mesmos foram desenvolvidas.

É fato que vivemos numa sociedade apóstata que abandonou a Verdade e que se rendeu ao Liberalismo em todos os seus aspectos, o que por sua vez deu forças ao modernismo na religiosidade, assim como pavimentou a civilização ocidental para experimentar as tenebrosas revoluções sangrentas do século XX.

Por sua vez, nessa breve introdução, cito que o triunfo da tão má compreendida ideologia feminista, que embora muitos falem dela, não sabem que a mesma não é só uma simples demência do que chamamos de "Mundo Moderno".

Parafraseando a afirmação do Dou…

A Igreja Católica e a escravidão


 A Igreja Católica e a escravidão

Por: Vinicius Martinez

Analfabetos históricos acusam da Igreja Católica Apostólica Romana de uma instituição racista que odiava os negros e que dizia que os negros não possuíam almas, ora -- como é possível que a Igreja tenha dito tais coisas, se a mesma Igreja canonizou diversos santos que são negros? Ademais, para que uma pessoa seja canonizada, é necessária que essa pessoa tenha alma. Inimigos da Igreja sempre hão de inventar histórias para queimar sua integridade, mas a verdade sempre prevalecerá.

A Igreja Apoiava a Escravidão do Brasil -- negros e índios?

O Papa Paulo III (1534-1549), na Bula Veritas Ipsa (1537), condena a escravidão:

"O comum inimigo do gênero humano, que sempre se opõe as boas obras para que pereçam, inventou um modo, nunca dantes ouvido, para estorvar que palavra de Deus não se pregasse aos gentios, nem eles se salvassem. Para isso moveu alguns ministros seus que, desejosos de satisfazer as suas cobiças, presumem afirmar a cada passo que os índios das partes ocidentais e meridionais e as mais gentes que nestes nossos tempos têm chegado à nossa notícia, hão de ser tratados e reduzidos a nosso serviço como animais brutos, a título de que são inábeis para a Fé católica, e, com pretexto de que são incapazes de recebe-la, os põem em dura servidão em que têm suas bestas, apenas é tão grande como aquela com que afligem a esta gente. Pelo teor das presentes determinamos e declaramos que os ditos índios e todas as mais gentes que aqui em diante vierem a notícia dos cristãos, ainda que estejam fora da fé cristã, não estão privados, nem devem sê-lo, de sua liberdade, nem do domínio de seus bens, e não devem ser reduzidos a servidão".

Ademais. -- Se negros e índios não tinham alma para a Igreja -- como muitos imbecis afirmam, para que então tantos Padres e Bispos -- dedicaram suas vidas catequizando -- negros e índios -- levando-os para salvação?

Comentários

Postagens mais visitadas